Misturador Excelente

Escrito por

Índice de Artigos

Mesclador para maior desempenho no GNV

ÚTLIMAS UNIDADES!

O melhor misturador é este ao lado, para veículos injeção eletrônica com GNV 3 e 4ª geração, se puder ser instalado nos veículos dentro da mangueira de ar. Nos outros casos o mercado brasileiro ainda oferece os piores misturadores que já existiam no mundo.

Este modelo só está disponível na melhor medida para veículos 1.2 ou superiores, cuja localização seja na mangueira de ar. 

Mais detalhes, vantagens, medidas ou Comprar.

Este são os últimos dos melhores misturadores no Brasil para veículos GNV de 3ª e 4ª geração e Hidrogênio, cuja admissão de gás e a respectiva mistura com ar seja na mangueira de ar.

No veículo com kit de 5ª geração instalada não precisa de misturador e, esta é a melhor solução. Por se tratar do principal ponto da perda de desempenho, tanto no Gás quanto no álcool ou gasolina, deve se escolher aquele que tenha o melhor desempenho e cause a menor perda

Para melhorar desempenho e  consumo deve-se analisar resumidamente:

  1. Seu misturador reduz muito a passagem de ar?
    Restringir demais perde potência na gasolina e no gás!
  2. Seu misturador está na posição correta?
    Está na mangueira, tbi, filtro de ar, ... Após o retorno do respiro de óleo.
  3. Redutor de Pressão tem vazão para potência do carro?
    Há redutores em gera para veículos 1.0., 1.4, 1.6, 2.0, 2.5 até 6.0
    Atualmente os ainda comercializados atendem 90Hp, 130Hp, 140Hp e 190Hp, acima disto recomendamos utilizar kit de 5ª geração ou 2 redutores.
  4. Variador de Avanço é o mais adequado e programado corretamente?
    Está no sensor de rotação ou bobina e o grau de avanço correto.
  5. Gerenciador de fluxo do GNV está bem programado às condições necessárias?
    Abertura para mínima e máxima adequadas, corte na redução(Cut-Off) em que rpm, ...
Comprar este Misturador

A maior influência no melhor desempenho e otimização do consumo e rendimento do gás, está na redução causada no misturador!

Como tem a função de mesclar o GNV com o AR através do turbilhonamento causado na passagem por ele, tanto pela redução como pelo ângulo da passagem, deve-se ter em mente que o correto posicionamento do mesmo e as dimensões mais adequadas a cada veículo para sua respectiva motorização otimizam os resultados.